Tenha confiança

Crer em Deus dá resultados práticos em termos de saúde, dizem até as pesquisas

Cientistas da Universidade Duke confirmaram que a prece pode influenciar a capacidade orgânica de enfrentar doenças. Quando a pessoa ora ou canta músicas religiosas, é fortalecido o lobo frontal, parte do cérebro que ativa o sistema imunológico.. De acordo com o mesmo estudo, a pessoa que tem fé vive 25% mais que os céticos, tem mais saúde física e mental, pressão arterial normal e um sistema de defesa orgânica muito mais forte.

Quase dez mil casos foram estudados naquela universidade e, em 42% deles, a única explicação para a sobrevida do paciente estava na fé.

Trabalho idêntico foi realizado na Universidade de Georgetown, em Washington, constatando que a fé e a espiritualidade têm se mostrado uma eficiente arma no tratamento de doentes crônicos. Cinco anos de pesquisas e 16 estudos médicos sobre o assunto levaram o pesquisador Dale Matthews à conclusão de que a crença espiritual, que poderia perfeitamente ser traduzida como confiança em Deus, parece contribuir para que as pessoas superem mais rapidamente as doenças ou a depressão, convivam melhor com males crônicos e sejam menos propensas ao suicídio.

Tem mais: homens que frequentam regularmente cultos religiosos têm 40% menos possibilidades de sofrer um ataque cardíaco. Para o médico Carl Thoresen, da Universidade de Stanford, os religiosos costumam cuidar mais da saúde e se envolvem menos com fatores de risco, como uso de drogas, violência e álcool.

Quando perguntado sobre qual medida preventiva considerava mais eficiente contra um ataque cardíaco, Dean Ornish, famoso cardiologista norte-americano, respondeu: “Não conheço nenhuma droga, nenhum recurso da medicina, inclusive cirurgias, que seja um fator mais determinante da boa saúde do coração do que a mudança radical do modo de vida a que a imensa maioria das pessoas está habituada. Refiro-me a fatores subjetivos, como a meditação, a oração.”

Espiritualidade saudável

É importante lembrar que o fator de referência aqui apresentado para a boa saúde física e mental não é uma espécie de curandeirismo levado a efeito por algum milagreiro de plantão. Trata-se de um estilo de vida voltado para a espiritualidade sadia; vai além da mera crença: Envolve confiança, entrega e dependência de alguém em relação a um Ser superior.

A Bíblia está repleta de promessas que servem como fundamento da saudável confiança que devemos alimentar em Deus: “… Lembrem-se de que Eu estarei com vocês todos os dias, até o fim dos tempos” (Mateus 28:19, BLH).

A realidade da companhia de Jesus Cristo não se constitui novidade restrita ao Novo Testamento. Através do profeta Isaías, no Antigo Testamento, Ele assegura: “Não tenha medo, pois Eu o salvarei. Quando você atravessar águas profundas, Eu estarei ao seu lado, e você não se afogará. Quando passar pelo meio do fogo, as chamas não o queimarão” (Isaías 43:1, 2, BLH).

Duas coisas estão bem claras nessas palavras: A primeira é a certeza absoluta de que o Deus criador quer estar conosco. A segunda verdade é que Sua companhia não nos coloca longe de provas, desafios e dificuldades. As expressões “quando você atravessar” e “quando passar” indicam claramente que as provas podem fazer parte da nossa experiência neste mundo. Mas enfrentá-las na companhia de Deus faz a diferença entre o doente e o saudável, entre o vitorioso e o derrotado. Isso é tudo de que precisamos para enfrentar as dificuldades tão comuns da vida, e para lutar pela realização dos nossos sonhos e esperanças.

Zinaldo Santos é jornalista