Décimo primeiro dia. Fidelidade na família


Tito 2.7 e 10

Em tudo te dá por exemplo de boas obras (…) Não defraudando, antes mostrando toda a boa lealdade,
para que em tudo sejam ornamento da doutrina de Deus, nosso Salvador.”

 

Confiança é a base segura para o relacionamento fiel. Se alguém afirma: Eu não confio em você, a Fidelidade está comprometida e a Lealdade nunca será exercida. Entra a desonra e o caminho da prosperidade será extinto.

Confiança e Fidelidade são gêmeas, caminham de mãos dadas. Fidelidade implica confiança e vice-versa. Não se contaminam, é como se fossem a bússola de um navio, onde o timoneiro e a direção estão em plena concordância para chegarem a destinos seguros.

Lealdade é um princípio tão vivo, que mesmo que queiramos morrer no destino da Fidelidade, a Lealdade nos ressuscita. Lealdade é uma chamada de princípio tão nobre, que os que experimentam dessa verdade nunca serão visitados pela crise!

FidelidadeLealdade e Honra são princípios tão singulares, que quem conseguir absorvê-los terá paz consigo mesmo, e os outros que convivem conosco nunca serão ameaças.

Lealdade é tão estabelecida na verdade, que mesmo que uma visitação estranha queira plantar uma semente estranha na nossa mente, a Lealdade será capaz de vencer todos os pensamentos contrários a uma aliança de Honra. Onde há Lealdade, a crise é inexistente. Um relacionamento sem Lealdade vive em crise e experimenta desconfiança em todas as atitudes.

Uma geração nova que restaura esses conceitos viverá mais, pois a Honra tem o poder de nos fazer viver por longos anos. A Lealdade nos dá a base para tudo isso e a Fidelidade é a parte da confiança gestada na aliança, para não sermos atropelados nos nossos caminhos. Sabemos que tudo funciona e se move por princípios e traz para nós uma segurança que nos dá direito a levarmos para a vida eterna. Quando entendemos o princípio da Lealdade, a Fidelidade é consolidada, a Honra passa a ser parte do caráter e tudo quanto fizermos será um sucesso.

Faça da lealdade uma ideologia de vida. Seja leal a você mesmo e aos seus valores. Aja com conformidade com os seus conceitos de vida e cultive, dessa forma, admiração por você mesmo. Reconheça e viva segundo os princípios de Deus e garanta o envolvimento com a história de sua família e o comprometimento com o resultado coletivo, tanto nos bons como nos maus momentos.

Os familiares, principalmente os mais jovens, precisam de bons exemplos que lhes norteiem a vida. Procure exemplificar os valores nos quais você acredita. Uma vida íntegra é garantia de consciência tranquila. Proteja seus familiares em todos os sentidos, jamais aceitando qualquer tipo de afronta a reputação do cônjuge, dos filhos, dos pais, dos irmãos. Considere com seriedade o pacto da amizade com seus familiares.

 

Ore a Deus pela fidelidade na Família!

Deus o abençoe a sua família,
Primeira Igreja Batista em Figueira