Editorial | outubro 2017

Pais instruam aos seus filhos a conhecerem o Senhor

 

“Instrui ao menino no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele” (Provérbios 22.6)

Quando trazemos um filho para este mundo, damos vida a uma pessoa com um espírito que vai existir para a eternidade – ou na presença de Deus na glória do céu, ou banido da presença dele no tormento do inferno (João 5.29; Mateus 25.46).

Aquele filho cresce, se torna responsável pelos próprios atos e, infelizmente, peca contra Deus (Romanos 3.23). Para alcançar a vida eterna e evitar o castigo eterno, ele precisa conhecer o Senhor. Precisa crer em Jesus Cristo (João 8.24), arrepender-se (Lucas 13.3) e ser batizado para remissão dos seus pecados (Atos 2.38). Os pais devem ensinar seus filhos sobre Deus e sobre salvação em Jesus. Deus disse a Abraão: “Ocultarei eu o que faço a Abraão…? Porque tenho conhecido que há de dar ordem a seus filhos e a sua casa, para que guardem o caminho do Senhor, e agirem com justiça e juízo; para que possa abençoá-lo e cumprir nele o que tenho falado” (Gênesis 18. 17-19). Deus viu o coração de Abraão como vê o nosso coração. Estamos nós imbuídos do mesmo propósito, o de fazer conhecido de nossos filhos, os mandamentos de Deus? O dever de todos os pais cristãos é levá-los à igreja, orar com eles, ler a Palavra de Deus, ensinando-os a orar e a obedecer não somente a si mesmos como pais, mas aos pastores, às autoridades, aos professores, as leis estabelecidas por Deus para a igreja e para a sociedade.

Conhecemos o caso do rei Ezequias, o rei de Judá, tido como um dos ótimos reis, que restaurou o culto e reordenou a vida espiritual de Judá. Durante 29 anos a nação prosperou e Deus o abençoou poderosamente. “Todavia, alguma coisa aconteceu que fez Deus enviar o profeta Isaías para dizer-lhe: – Ordena a tua casa, porque morrerás e não viverás” (2 Reis 20.1-3). Porque teria Deus tratado Ezequias daquela maneira? Sem dúvida, ele esqueceu do mais importante, ordenar na sua casa, seus filhos, ensinando-os a temerem a Deus. Basta ver o comportamento de Manassés seu sucessor, para se ter a ideia exata da mensagem de Deus: “Ordena a tua casa…” Manassés foi péssimo, ímpio, cruel “E Fez o que era mal aos olhos do Senhor…” (2 Reis 21. 1-12). Homens como Manassés o mundo tem conhecido aos milhares, porém homens tementes a Deus, ensinados no temor do Senhor, cujos pais levaram a amar a Deus têm sido poucos. É hora dos pais, cristãos que foram verdadeiramente, nascidos de novo, assumirem esta responsabilidade diante de Deus e também dos homens a servirem como exemplo a toda sociedade.

Pastor Marcelo Santos/ O Pastor que Ama Você e sua família.
pastormarcelo01@gmail.com