Editorial | Janeiro 2018

2018 – Ano da Provisão de Deus

“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça,
e todas essas coisas vos serão acrescentadas.”

Mateus 6:33

 

Deus é chamado de “Jeová-Jiré” em Gênesis 22.14, que significa “o Senhor proverá”. Ele cuida do seu povo e não precisa de uma economia próspera para tal provisão. Ele deu maná para os filhos de Israel, a cada dia, durante os 40 anos em que peregrinaram no deserto. Jesus alimentou cinco mil pessoas com apenas cinco pães e dois peixes.

Deus é tanto previsível quanto imprevisível. É totalmente previsível em sua fidelidade para prover nossas necessidades. Mas o que não podemos prever é a forma como o Senhor fará isso. Ele usa meios variados e, às vezes, surpreendentes para ir ao encontro de nossas necessidades. Pode aumentar nosso salário, providenciar um presente ou aumentar nossos recursos limitados por meio de compras vantajosas. Independente da forma escolhida para prover nossas necessidades, Ele é absolutamente confiável.

Nossas necessidades são alimento e roupa “tendo, porém, alimento e vestuário, estaremos com isso contentes” (1 Timóteo 6.8). Em outras palavras, há diferença entre necessidades e desejos. Uma necessidade diz respeito a elementos básicos da vida – alimento, roupa ou abrigo. Um desejo é mais que uma necessidade. Um jantar com filé mignon, um carro novo e produtos de última moda são todos desejos.

A parte de Deus em nos ajudar a ter contentamento está ligada ao fato de Ele ter obrigado a si mesmo a prover nossas necessidades. No entanto, Ele não prometeu satisfazer nossos desejos. Ele promete suprir nossas necessidades e diz para vivermos contentes quando elas são satisfeitas. O Senhor está bastante envolvido em nossas vidas e nos assegura que, “Até os cabelos todos de nossa cabeça estão contados” (Mateus 10.30). Nosso Pai celestial é Aquele que mais nos conhece e nos ama. 2018 – Ano da Provisão de Deus.

 

Extraído e Adaptado Pastor Marcelo Santos.

O Pastor que Ama Você e sua família.
pastormarcelo01@gmail.com